RO - Terça - Feira, 19 de Junho de 2018
Atualizada: 21/02/2018 18:05:12

Ainda desfalcado, Real decide vaga na Copa Verde contra o Sparta

Ainda desfalcado, Real decide vaga na Copa Verde contra o Sparta

O jogo da vida. Isso é o que significa a partida válida pela Copa Verde para o Real Ariquemes diante do Sparta-TO para seguir na competição. Depois de um empate em 1 a 1em Araguaína-TO, o Furacão poderá se classificar com um empate simples. Mas o treinador da equipe espera que apesar dos desfalques, possa fazer uma excelente partida e não depender do regulamento para conseguir a classificação. O jogo decisivo para os dois clubes acontece nesta quarta-feira, 21, no estádio Valerião, às 19h30.

 

Com apenas uma vitória em cinco jogos disputados em três diferentes competições deste ano, o técnico do Real, Marcos Birigui, comenta que o planejamento do clube no início dos trabalhos era de ir o mais longe possível nas competições nacionais. No fim de janeiro, o clube foi eliminado em casa para o Londrina-PR, após uma derrota de 1 a 0, e agora briga para seguir às quartas de final na Copa Verde.

 

– Tivemos um resultado bom jogando fora, daí a vantagem de agora poder jogar pelo empate em 0 a 0, mas não é isso que a gente quer. Queremos fazer uma boa partida, apagar um pouco o último jogo que tivemos no estadual contra o Rondoniense, mesmo estando bastante desfalcados e desgastados. A nossa expectativa é fazer um grande jogo diante da nossa torcida e conseguir o objetivo que é passar de fase – comenta Birigui.

 

O comandante do Furacão acredita que a equipe fez um bom jogo no primeiro confronto e que trabalhou muito o psicológico dos jogadores para que eles entrem em campo totalmente preparados diante do desgaste físico por conta das seguidas partidas.

 

– Lá nós já fizemos uma grande partida. Eu acredito que foi mais uma recuperação dos jogadores pelo desgaste que eles estavam. Trabalhamos principalmente com o psicológico desses jogadores, para que eles mostrem que são capazes e que nesse jogo não possa ter erro, pois se errarmos estaremos fora da competição. Então esperamos que façamos um jogo perfeito – diz o treinador.

 

Com cinco desfalques certo e uma dúvida para o duelo diante do Sparta, o Real vem sofrendo com as constantes viagens e o departamento médico da equipe tem sido bastante frequentado no início desta temporada. Nesta quarta-feira, 21, os jogadores Mário Paiva, Edson Bahia, Rico, Careca e Gugu serão desfalques certos. Já o meia atacante Edilsinho pode não ir a campo devido um desconforto muscular sentido durante a semana. A novidade fica por conta da volta do centroavante Jorge Preá.

 

– Estas lesões estão nos incomodando, são muito jogadores no departamento médico. Ainda por cima, surgiu um problema de última hora e o Edilsinho é dúvida para a partida. Essas viagens longas e os jogos de quarta e domingo tem desgastado a equipe, mas nós temos que passar por cima de todas essas dificuldades. Quem está no plantel do Real Ariquemes é porque tem a nossa confiança e da diretoria, então eles têm que entrar no lugar de quem estava e irem bem – destaca o treinador.

Por conta das lesões, o técnico Marcos Birigui ainda não definiu o time titular que entrará em campo e estuda quais jogadores colocará no lugar dos contundidos.

 

A delegação do Sparta chegou em Ariquemes na última terça-feira, 20, e enfrentou as mesmas dificuldades por conta da longa viagem de Tocantins à Rondônia. Depois de descansar durante o dia, os atletas realizaram o reconhecimento do gramado no estádio Valerião, na noite de terça.

 

Após o empate em 1 a 1 jogando em casa, o Tricolor do Norte, como é conhecido, precisa vencer o Ariquemes ou empatar por mais de um gol para continuar na competição. Neste jogo da volta, o treinador Fernando Brasília terá a baixa do zagueiro Moacri, que não se recuperou de uma contratura muscular e por isso não viajou. A equipe, porém, ganha o reforço do atacante Patrick, que está regularizado junto à CBF e poderá fazer o jogo de estreia.

 

– Devemos ter muito cuidado com a equipe do Ariquemes, principalmente porque eles estão jogando dentro de casa. Como treinador, percebi o crescimento da equipe desde a última partida. A confiança dos atletas aumentaram e a união do grupo aumentou. Sabemos que vamos ter um confronto bastante disputado, mas o Sparta também vai fazer a sua parte – relata Fernando Brasília.