RO - Segunda - Feira, 11 de Dezembro de 2017
Atualizada: 22/11/2017 18:25:58

Centro de Ressocialização de Ariquemes registra a 5ª fuga de detentos

Centro de Ressocialização de Ariquemes registra a 5ª fuga de detentos

Sete detentos fugiram do Centro de Ressocialização de Ariquemes na madrugada desta quarta-feira (22). A fuga foi confirmada pela Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), que diz investigar o caso. A Sejus não divulgou detalhes da maneira como os presos escaparam do presídio.

 

Segundo o representante sindical dos agentes penitenciários Clebs Dias, os apenados teriam serrado as grades de uma das celas e assim conseguiram acessar a parte externa da unidade. Eles entraram em uma área de floresta, que fica próxima a unidade, o que dificultou o trabalho de recaptura dos detentos.

 

A unidade prisional está localizada na zona rural de Ariquemes e foi inaugurada no dia 27 de julho. Em quase quatro meses de funcionamento, esta é a quinta fuga registrada na nova unidade prisional do município.

 

O primeiro caso registrado ocorreu no dia 4 de agosto, quando 11 detentos das celas B23 e B24 serraram as grades e escaparam da unidade. Durante a ação, um dos apenados caiu da grade de proteção de seis metros após ferir a perna ao passar pela concertina da grade, não conseguiu fugir, foi preso no local e levado ao Hospital Regional.

 

No dia 17 de agosto, outros dois presos fugiram da unidade prisional. Os agentes penitenciários perceberam a ação dos presos e conseguiram evitar uma fuga em massa. Os dois apenados conseguiram pular as grades de proteção e correram em direção a uma mata nos arredores da unidade.

 

O terceiro caso de fuga no Centro de Ressocialização aconteceu no dia 24 de setembro, quando 15 apenados fugiram do local após romperem a grades das celas. O representante sindical dos agentes penitenciários Clebs Dias, explicou que durante o plantão havia cinco agentes e que no momento da fuga, quatro deles foram entregar as alimentações aos cerca de 470 detentos que cumprem pena na unidade prisional.

 

quarta fuga de presos registrada na unidade prisional aconteceu na noite do dia 11 de outubro, onde quatro detentos fugiram da unidade. Horas depois da fuga, um dos foragidos foi recapturado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-364. Os policiais rodoviários receberam a denúncia de um motorista informando que um caminhoneiro havia dado carona a um homem, que possivelmente era fugitivo do presídio. O veículo foi abordado e os agentes constataram que o passageiro se tratava de um foragido.

 

Em agosto, o Ministério Público de Rondônia (MP-RO) ingressou uma denúncia afirmando que a unidade prisional já estava com superlotação. Segundo os servidores do presídio, a unidade devia ter apenas 230 apenados, mas atualmente mais de 400 presos estavam no local, inclusive ocupando a enfermaria. O novo presídio custou R$ 10 milhões e a obra durou sete anos para ser finalizada.