RO - Segunda - Feira, 23 de Julho de 2018
Atualizada: 22/12/2017 00:50:09

Servidores com salários atrasados suspendem greve após 13 dias em Rolim de Moura

Suspensão da greve ocorreu após liminar proibir desconto de dias parados.

Depois de 13 dias em greve, os servidores das secretarias municipais da Agricultura e Saúde de Rolim de Moura decidiram suspender o movimento grevista nesta quinta-feira (21), após uma assembleia extraordinária. A paralisação teve início no dia 8 de dezembro e, segundo o sindicato da categoria, os trabalhadores querem que o pagamento do salário dos servidores ocorra até o 5º dia útil de cada mês.

 

Ainda de acordo com o sindicato, 40% dos servidores das duas pastas aderiram ao movimento. Além pagamento atrasado dos salários e gratificações, os grevistas cobravam da administração a quitação de um convênio com o sindicato, enquadramento do plano de cargo dos servidores e melhores condições de trabalho para todos os setores e categorias. Eles exigiam também que fossem abonadas as faltas dos servidores em greve.

 

Conforme o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Zona da Mata (Sinsezmat), José Luiz Alves Felipin, a suspensão do movimento grevista foi aprovado após o desembargador Renato Mimessi, do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), deferir uma ação liminar a favor do sindicato, proibindo o município de descontar dos servidores os dias parados até decisão definitiva da ação.

 

“Como a administração municipal quitou o pagamento de novembro que estava atrasado e pagou o 13º de quase todas as pastas, tivemos a decisão liminar a nosso favor, proibindo o desconto dos dias parados. A maior parte do pessoal em greve decidiu suspender o movimento. Porém, estamos em alerta. Caso a prefeitura volte atrasar os pagamentos e resolva cobrar os dias parado, a greve será retomada”, revela.

 

Ainda de acordo com a direção do Sinsezmat, durante a greve os servidores se concentraram de forma pacífica na sede do sindicato e em frente à prefeitura. Com o fim da paralisação nesta quinta-feira, os servidores retornaram ao atendimento normal nas unidades de saúde, Hospital Municipal e na Secretaria de Agricultura. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura de Rolim de Moura, os atrasos dos salários ocorreram devido à crise financeira que o município atravessa nos últimos anos.

 

Em alguns meses a administração tem feito o pagamento do salário dos servidores com um atraso de 10 a 15 dias, mas que a situação está sendo regularizada. O órgão informou ainda que administração pretende recorrer da decisão liminar que proibiu cortar o ponto dos servidores em greve.