RO - Segunda - Feira, 23 de Julho de 2018
Atualizada: 04/01/2018 01:05:31

Vilhena vai sediar curso de arbitragem padrão Fifa e CBF

Vilhena vai sediar curso de arbitragem padrão Fifa e CBF.

No segundo semestres de 2018, o Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de Rondônia (Sindarfer), está programando o 1º curso de arbitragem que deve ser ministrado em Vilhena e aberto para todo o Cone Sul de Rondônia e demais regiões do Estado. 

 

O anuncio foi dado pelo presidente do Sindarfer, Paulo Pereira, que está em Vilhena e participou, na manhã desta quarta-feira, 03, de uma reunião com o secretário de esportes e Cultura (Semec), Natal Jacob, e com o presidente da Associação Vilhenense de Árbitros (AVA), Jurandir Lico de Camargo.

 

De acordo com informações de Paulo Pereira, que é instrutor da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf), a ideia é trazer para Vilhena o mesmo curso que foi promovido na capital do Estado em 2017.

 

 

“A Anaf realizou ano passado o primeiro curso para árbitros nos padrões da Fifa e CBF em porto Velho e nossa meta é oferecer o mesmo curso para a região sul de Rondônia e escolhemos Vilhena para sediar as aulas”, salientou. O curso terá uma duração de seis meses com uma carga horária de 220 hora/aula, adaptado para ser ministrado nos finais de semana e feriados.

 

Pereira adiantou que entre os conteúdos do curso estão: estudo das regras do futebol, táticas e fundamentos, psicologia da arbitragem, preenchimento de súmula, confecção de relatórios, educação física, entre outros. “Todo árbitro também está sujeito a sofrer penalidades aplicadas pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), por isso algumas leis são essenciais para conhecimento do profissional, como o Estatuto do Torcedor e a Lei de Profissionalização dos Árbitros”, completou.

 

Para que o aluno obtenha o diploma ou o certificado é preciso que alcance pelo menos 75% de presença nas aulas. “além disso, o aluno passará por um estágio supervisionado e no fim do curso um representante da Anaf virá para entregar o documento de conclusão do curso”, relatou Jurandir Lico.

 

Serão abertas 50 vagas para desportistas, alunos, professores de Educação Física e público em geral. A mensalidade poderá ter a mesmo valor cobrado em Porto Velho que foi de R$ 150,00. “Vamos tentar viabilizar parcerias para que, com apoio da Semec, possamos subsidiar o custo do curso. Estaremos nos empenhando junto com a prefeita Rosani Donadon para que o curso seja realizado em nosso município”, enfatizou Natal Jacob.